Mais Notícias

Lucidez e responsabilidade esse é o posicionamento da Fecam diante da fala de Jair Bolsonaro

25/03/2020

Autoria:

 

A Federação Catarinense de Municípios, Associações de Municípios e Consórcios – FECAM, preocupada com o pronunciamento do Presidente da República em rede nacional nesta terça-feira (24), se manifesta em relação aos riscos causados na manifestação ao se referir a situação do Coronavírus (COVID-19) no país.

 

Tal pronunciamento inadequado, gera graves conflitos político-institucionais, riscos à população, falta de unidade institucional e prejuízo à consolidação de estratégias nacionais para enfrentar a pandemia e proteger a vida e a saúde da população brasileira. A FECAM manterá sua posição de ouvir as autoridades sanitárias, espelhando-se no que as instituições públicas, entidades e a maioria das lideranças brasileiras propõe e implementam: o isolamento social e a tomada de medidas preventivas, em esforços conjuntos para preparar a nação brasileira no enfrentamento da pandemia que ameaça toda a sociedade, a economia e nosso futuro.

 

Estados e municípios tomam medidas, com coragem e protagonismo, na função de cumprir medidas estaduais e locais. Pelo mundo inteiro, exemplos demonstram que o enfrentamento determinado e o isolamento social representam o único caminho eficaz. A Índia prepara o isolamento de 1,3 bilhão de pessoas e Organização Mundial de Saúde é enfática em orientar por medidas firmes e preventivas. No Brasil, em posição inaceitável, o Presidente destoa, desinforma e deve ser ignorado. A gestão pública catarinense, unida, continua agindo determinada em proteção à população. A FECAM pede que o Estado de Santa Catarina se mantenha firme e reafirme sua posição de restrições.

 

As medidas de isolamento social devem ser asseguradas. As restrições de circulação são ações responsáveis e ainda precisam ser mantidas. O posicionamento do governo do Estado de Santa Catarina, preditivo, antecipatório e precursor, merece apoio do municipalismo e a mesma posição deve ser assumida pelas forças produtivas e a sociedade em geral. Num Estado produtivo e pujante como Santa Catarina, com equilíbrio, as autoridades têm ajustado critérios e limites de forma responsável em defesa da população. Que toda a sociedade tenha paciência e firmeza para sustentar mais alguns dias de medidas duras e necessárias para abreviar a duração da pandemia, pois os entes públicos e sistema de saúde precisa desse tempo para enfrentar adequadamente o que vem pela frente.

 

Nosso ambiente econômico precisa colaborar. Os órgãos de controle precisam colaborar. A imprensa precisa colaborar. Os cidadãos precisam colaborar. A cidadania precisa compreender que os sacrifícios antecipatórios são para salvar vidas, proteger pessoas vulneráveis, salvar idosos e exercer a solidariedade que nos cabe como civilização.

 

A FECAM mantém-se pronta para continuar colaborando, dialogando e pautando as autoridades sanitárias. A FECAM defenderá apoio financeiro aos municípios e pede ponderação e equilíbrio para as autoridades federais. Pelos próximos dias, o esforço catarinense deve estar concentrado em uma missão central: praticar o isolamento social, restringir a circulação de pessoas, assegurar a infraestrutura mínima essencial, preparar medidas econômicas de proteção à economia, empreendedores e municípios. A FECAM pede apoio da sociedade para com as autoridades competentes que cientificamente nos orientam e roga à população catarinense: FIQUE EM CASA!

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Curtir esta notícia
Please reload

Apoio Cultural
Logo Linhares fundo vermelho II.png
Please reload

CATEGORIAS
Some elements on this page did not load. Refresh your site & try again.

  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • White Instagram Icon

Mantenedora: Associação Comunitária e Cultural São Lourenço

Rádio Estação FM: Canal 285 – ZYV227 – 104,9 MHz

Rua Pedro Álvares Cabral, 160- 3º andar. Bairro Brasília.

São Lourenço do Oeste - SC 

(49) 3344-0104