Please reload

Mais Notícias

Ana Maria Braga revela estar com câncer no pulmão

28/01/2020

1/10
Please reload

Destaques

MP investiga esquema que vendia arroz com insetos, larvas e fezes de rato no RS e SC

11/10/2019

 

O Ministério Público do Rio Grande do Sul realizou uma operação na manhã desta quinta-feira, dia 10, contra uma fraude na comercialização de arroz. Conforme o órgão, o esquema consistia na venda do produto, até mesmo com insetos, larvas e fezes de rato, para o Sudeste, principalmente para São Paulo e Rio de Janeiro.

 

Foram cumpridos quatro mandados de prisão temporária contra integrantes da organização suspeita de praticar crimes de sonegação fiscal, adulteração de produto alimentício e contra as relações de consumo. Três pessoas foram presas durante a operação. O quarto suspeito está foragido.

 

Também foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão em empresas e residências nas cidades gaúchas de Cerro Branco, Novo Cabrais, Cachoeira do Sul, Candelária e Ibiraiaras, além de Sombrio, em Santa Catarina. Foram apreendidos ainda três caminhões.

 

Segundo o MP, a investigação apurou que 11 pessoas são suspeitas de participarem do esquema de compra do arroz, diretamente de produtores gaúchos, sem a identificação de procedência para beneficiamento e empacotamento, com mistura de diferentes tipos de grãos em desacordo com a legislação vigente.

 

O MP detectou durante a investigação a venda das marcas Dio Santo, Meio-Dia, Danata, 5 Estrelas, Riatto, Imperador Rio, Grão D’Ouro, Grão Ouro, Risoleti, Super Mar e Super Compras, todas comercializadas nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo.

 

"Ainda está no local fazendo verificação, talvez ainda outras marcas venham a ser conhecidas", afirmou o o coordenador da operação, Alcindo Luz Bastos, em entrevista coletiva por volta das 11h30 desta quinta.

 

Ainda conforme o MP, as empresas beneficiadoras gaúchas atuam irregularmente no mercado e, em inúmeras vezes, realizam venda sem nota fiscal. Além disso, ocorria a prática conhecida como "gotejamento": a diluição de arroz de má qualidade em cargas maiores, com produto dentro dos padrões exigidos.

 

A compra dos resíduos de arroz era prática da organização criminosa para misturar a grãos em melhores condições e conseguir maior lucro na venda final. Ao negociar a venda, os suspeitos substituíam o arroz por produto de marcas concorrentes. As investigações dão conta de que os suspeitos compraram embalagens velhas e há indicativo de que eles as tenham lavado em um rio para posteriormente colocar o arroz.

 

A Justiça também atendeu o pedido do MP para bloqueio de contas bancárias de todos os investigados e das empresas que teriam participação no esquema, além de ter decretado a impossibilidade de venda de diversos veículos dos suspeitos.

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Curtir esta notícia
Please reload

Apoio Cultural
Categorias
Some elements on this page did not load. Refresh your site & try again.

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • White Instagram Icon

Mantenedora: Associação Comunitária e Cultural São Lourenço

Rádio Estação FM: Canal 285 – ZYV227 – 104,9 MHz

Rua Pedro Álvares Cabral, 160- 2º andar. Bairro Brasília.

São Lourenço do Oeste - SC 

(49) 3344-0104