Mais Notícias

Nem Chimarrão: Lei proíbe entrada de alimentos e bebidas sem autorização em hospitais de SC

06/02/2019

 

Uma nova lei aprovada na Assembleia Legislativa e sancionada pelo governo de Santa Catarina no último mês disciplina a alimentação para pacientes internados em leitos na rede hospitalar catarinense. Está proibida a entrada de acompanhantes ou visitantes com qualquer espécie de alimento e bebida.

 

No Hospital Regional São Paulo (HRSP) de Xanxerê, uma portaria interna já orientava a proibição da entrada deste tipo de produto na instituição, especialmente pelo fato de que levar comida para um doente internado é um risco para a saúde do paciente e contribui para infecção hospitalar, alerta a instituição, por meio da assessoria de imprensa.

 

A lei, que está em vigor desde o dia 11 de janeiro, é de autoria do ex-deputado Cesar Valduga (PCdoB), e prevê uma alimentação baseada na prescrição médica ou no serviço de nutrição e dietética. Exceções deverão ser solicitadas com antecedência mínima de dois dias, somente para os horários de visita.

 

A nutricionista clínica do HRSP, Bianca Rodrigues Mariano, explica que dentro do hospital existe um cardápio oferecido ao paciente conforme a prescrição médica. “A dieta tem o papel de auxiliar na recuperação. No entanto, quando a família traz, sem autorização, algum alimento ou bebida, pode estar interferindo na melhora do quadro clínico da pessoa que está hospitalizada. Um dos exemplos mais comuns é de pacientes diabéticos, que ficam hiperglicêmicos após a ingestão de alimentos fora da dieta prescrita”, comenta. O HRSP oferece de cinco a seis refeições por dia, dependendo da patologia do paciente.

 

Um dos impactos da entrada sem autorização de alimentos e bebidas em instituições de saúde é o risco de infecção hospitalar. “Existem doenças que podem ser transmitidas através dos alimentos. A partir da manipulação inadequada pode haver contaminação, o que prejudicará o paciente. No hospital temos cuidados mais adequados e padronizados para tentar evitar esse tipo de contaminação”, explica Carine Kolling, médica infectologista e consultora do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar do HRSP.

 

Sem chimarrão

 

O chimarrão, por exemplo, é um pedido frequente entre pacientes e acompanhantes, mas a bebida é proibida em ambiente hospitalar. “O chimarrão normalmente é compartilhado e dentro do hospital tomamos bastante cuidado para não compartilhar nada de um paciente para outro em função da contaminação cruzada. Tudo para diminuir o risco que a colonização de germes de uma pessoa passe para a outra. Quando se compartilha o chimarrão, corre-se o risco de transmitir uma infecção cruzada”, explica a infectologista.

 

Há exceções na entrada de alimentos e bebidas para pacientes, mas tudo deve ser avaliado pelas equipes médica e de nutrição. A orientação aos acompanhantes de pacientes é para que sempre busquem informações dos profissionais, que podem solucionar dúvidas e, em casos específicos, liberar a entrada de determinados alimentos.

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Curtir esta notícia
Please reload

Apoio Cultural
Logo Linhares fundo vermelho II.png
Please reload

CATEGORIAS
Some elements on this page did not load. Refresh your site & try again.

  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • White Instagram Icon

Mantenedora: Associação Comunitária e Cultural São Lourenço

Rádio Estação FM: Canal 285 – ZYV227 – 104,9 MHz

Rua Pedro Álvares Cabral, 160- 3º andar. Bairro Brasília.

São Lourenço do Oeste - SC 

(49) 3344-0104