Mais Notícias

Agricultores catarinenses testam sistema de irrigação totalmente automatizado

22/03/2018

 

A tecnologia chegou de vez no meio rural catarinense. Produtores do estado irão testar um sistema de irrigação totalmente automatizado, que promete revolucionar o cultivo protegido de ​hortaliças. Essa aproximação entre empresas desenvolvedoras de tecnologia e agricultores é feita pelo Núcleo de Inovação Tecnológica para Agricultura Familiar (NITA) e neste caso contou com apoio financeiro do Programa SC Rural. 

 

O sistema funciona como uma central onde são instalados sensores de temperatura e umidade, o que possibilita a automação da irrigação nos plantios protegidos. O equipamento é fornecido pela startup catarinense Agrotechlink, de Joinville, e será testado em nove municípios: Meleiro, Içara, Treze de Maio, Coronel Martins, Caçador, Porto União, Mafra, Ituporanga e Araquari. Os produtores selecionados​, por meio de técnicos da Epagri,​ receberam apoio financeiro do Programa SC Rural para aquisição da tecnologia - o investimento é de R$ 5,9 mil e o Governo do Estado pagou 80% dos custos. 

 

O dispositivo de irrigação analisa as informações sobre temperatura e umidade, coleta​da​s por sensores, e pode funcionar de duas maneiras: totalmente automatizado ou os produtores rurais acionam o sistema após receberem alertas via celular.  Segundo o diretor de Projetos Especiais da Secretaria da Agricultura e da Pesca, Ditmar Zimath, os agricultores terão uma estação meteorológica na palma de suas mãos e, o que é melhor, sem precisar do sinal de internet. “As possibilidades são infinitas. Podemos, por exemplo, enviar as informações da propriedade rural diretamente para os técnicos que fazem a assistência técnica no município. Essa tecnologia aumenta o nível de precisão das informações o que melhora e muito a eficiência na hora de tomar decisões”, ressalta.

 

As propriedades onde serão instalados os sistemas são chamadas de Unidades de Referência Tecnológica (URT) e através dessas experiências será possível verificar o impacto da tecnologia na vida dos agricultores. “Os produtores irão conhecer ​a tecnologia e nós vamos ​avaliar a eficiência na produção e ​também ​​verificar de que forma essas informações podem ser usadas pela assistência técnica”, destaca Ditmar Zimath.

 

O SC Rural apóia ainda a instalação de um secador de frutas, hortaliças, temperos, plantas bioativas e erva mate na Cooperativa dos ​Bananicultores de Massaranduba (Cooperbam). A máquina desenvolvida pela statup QPrime, de Florianópolis, é até 50% mais eficiente do que os sistemas convencionais e mantém a qualidade das frutas após a secagem. O investimento para a instalação do equipamento é de R$ 24,7 mil e o Governo do Estado contribuiu com 80% deste valor.

  

NITA

 

Uma parceria entre Governo do Estado de Santa Catarina, Banco Mundial e iniciativa privada, o Núcleo de Inovação Tecnológica para Agricultura Familiar (NITA) funciona como um elo entre as startups​, pequenas e médias empresas desenvolvedoras de inovações com as cadeias produtivas organizadas dos agricultores. A intenção é identificar quais são as demandas, onde estão os gargalos tecnológicos e se já existe uma tecnologia para atender e resolver esse aspecto. O grande desafio será levar tecnologias de ponta a um baixo custo para os agricultores catarinenses.

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Curtir esta notícia
Please reload

Apoio Cultural
Logo Linhares fundo vermelho II.png
Please reload

CATEGORIAS
Some elements on this page did not load. Refresh your site & try again.

  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • White Instagram Icon

Mantenedora: Associação Comunitária e Cultural São Lourenço

Rádio Estação FM: Canal 285 – ZYV227 – 104,9 MHz

Rua Pedro Álvares Cabral, 160- 2º andar. Bairro Brasília.

São Lourenço do Oeste - SC 

(49) 3344-0104